Redução de até 40% juros do cheque especial passa a valer

0
presidente da caixa falando sobre a redução dos juros
Segundo o presidente do banco, Pedro Duarte Guimarães, redução dos juros vai impactar milhões de brasileiros

A Caixa Econômica Federal passa a oferecer, a partir desta quinta-feira (1), novas taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas. A redução chega a até 40%, à depender da linha de crédito.

O cheque especial passa a ter uma taxa máxima de 9,99% ao mês. Até então, os juros poderiam chegar a 13,45% no caso das pessoas físicas e 14,95% para as pessoas jurídicas. O crédito pessoal estará disponível para contratação com uma taxa que parte de 2,29%, e não mais de 4,99%, como era até então.

Como explica o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, as medidas, somadas a liberação de parte do saldo do FGTS para a população, devem impactar na vida de milhões de brasileiros. “A redução de 40% é, efetivamente, uma redução para uma parcela de milhões de pessoas, não é para cinco mil pessoas, dez mil pessoas. E esses 40%, de novo, não são uma coisa para 30 dias, essa é uma mudança perene”, explicou.

A depender do nível de relacionamento dos clientes, os descontos nas taxas de juros podem ser ainda maiores. Quem levar o salário ou investimentos para a Caixa, por exemplo, pode obter condições melhores em várias das linhas de crédito.

Além disso, o cliente do banco poderá ter acesso a um seguro de vida que cobre até 4 mil reais de operações de créditos, em caso de sinistro, a um custo de 25 reais por mês. Esse dinheiro poderá ser completamente revertido em forma de crédito de celular.

Já a partir de 19 de agosto, o banco passa a disponibilizar aos clientes pessoa física o pacote Caixa Sim. Aqueles que aderirem ao plano terão direito a um cheque especial com taxas a partir de 8,99% ao mês – uma redução de 33% em relação ao índice mínimo cobrado atualmente; um crédito pessoal a 2,29% – um corte de 21%; e o novo cartão de crédito internacional e sem anuidade com crédito rotativo a 8,99% ao mês.

*Com informações do repórter Antonio Maldonado  (Jovem Pan)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui