Ministro Henrique Mandetta reafirmou preocupação com os empregos

0
Presidente da República, Jair Bolsonaro e o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante Videoconferência com a Frente Nacional de Prefeitos - FNP. Foto: Isac Nóbrega

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, criticou, nesta quarta-feira (25), a decisão de alguns governadores que decretaram quarentena por conta do coronavírus. O ministro disse que as decisões foram precipitadas e que o assunto deveria ser melhor discutido. “A gente tem que melhorar esse negócio de quarentena. Ficou muito desarrumado. Não ficou bom. Foi precipitado, foi cedo. Ficou a sensação: Entramos e agora como saímos?”, afirmou o ministro.

Geração de riquezas também é uma preocupação do governo

Cuidar da saúde dos brasileiros e tentar equilibrar a produção de riquezas do País estão entre as prioridades do Governo Federal no período de pandemia. “Porque a saúde só pode funcionar quando gera riqueza”, lembrou o ministro.

Ainda durante coletiva, o ministro Henrique Mandetta lembrou que o agro segura a economia do Brasil. O ministro também destacou que é necessário pensar na essencialidade das medidas durante a crise do coronavírus. Ele reafirmou a preocupação com os empregos expressa pelo presidente Jair Messias Bolsonaro. “Sem alimento não adianta a gente fazer luta. Quem segura a economia desse país é o agro. A gente precisa pensar em tudo isso. Eu vejo, nesse sentido, a grande colaboração da fala do presidente.” Fonte: SecomVC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui